sexta-feira, 29 de maio de 2009

Vómito nº1


De longe, a caixinha parecia-me exacerbadamente só; decidi fazer-lhe companhia e sentar-me do seu lado esquerdo. Falámos; ou melhor, foi ela que falou quando lhe saltou a tampa. As páginas do meu livro de duzentas palavras volveram-se e eu pude ler-te. Cabias bem dentro da caixinha. Em breves instantes já te sonhava ao meu lado, já te beijava e te tocava com a mão e com as pontas dos dedos e te beliscava com os meus dentes a doce tablete de chocolate que escondes por detrás da tua camisa branca. Cheira a hortelã-pimenta, a suor. Sabes a açúcar queimado!
E assim numa cagagésima do segundo, pareces fugir aos meus olhos que lavam a minha cara com água destilada. A tampa abraça a caixinha e eu volto a vê-la somente de longe, de novo, exacerbadamente só.
Um dia, vou escrever um romance bonito. Até lá, escrevo tipologias e vómitos.

12 comentários:

Wilson disse...

De longe que escreves vómitos

Romances, isso é que é! :D

Lindo :)

Beijo

J' disse...

Pois, não contei. Há tanta coisa que não sabes pá! É o que faz falarmos pouco :p

Foi o concerto do Rodrigo Leão, está lá escrito! -.- Conheces? Um beijo*

L1MON disse...

Sempre houve e sempre haverá basta saber ver, ouvir e sentir. []

P' disse...

Tu escreves textos tão lindos man , quais vomitos -.-'

Homem de Ferro disse...

Esta Giro ;) ...

MAFALDABAPTISTA disse...

"Um dia, vou escrever um romance bonito. Até lá, escrevo tipologias e vómitos."

tu escreves muito bem, sejam ou não "vómitos" como lhes chamas. parabéns :)*

Beatriz Cró disse...

Para escreves histórias bonitas. Para mim e para todos.

Joana Éme. disse...

Espero o romance, com o gosto com que leio tipologias e vómitos.

ti em mim disse...

tens um dom a escrever, mesmo!
adoro a tua escrita!

Margarida C' disse...

Adorei :)
Beijinhos

as velas ardem ate ao fim disse...

Se os vomitos fossem assim tão belos queria ser um.

um bjo

JOaninha disse...

BOnitO :)