terça-feira, 5 de outubro de 2010

Comboio errado.


Entrei no comboio errado. A carruagem era a correcta. Pousei a minha mala e procurei o lugar indicado no bilhete. Encontrei-o mas estava ocupado por outro alguém desconhecido. Pois então, sentei-me num lugar opcional que, assim como eu, estava vazio. Mas também assim como eu também tinha muito para dar: a mim deu-me conforto para mais uma viagem. Pergunto-me se eu tenho conforto para dar a alguém; acho que nem a mim própria dou conforto.

Eu sabia que estava no comboio errado e sentia-me errada em todo o lado: dois xis ao lado de um visto. Eu valia (e ainda valho) pelos xis; o visto devia (e deve) sentir-se amordaçado, digo eu. No entanto, eu queria mesmo ir neste comboio e queria até que ele me levasse para outro lugar que não o meu destino. Sentia-me perdida em qualquer lado, portanto.

Caí num sono leve dentro do comboio errado e quando acordei eram horas de sair do meu lugar confortável. Desembarquei (como se o comboio fosse um barco) no meu destino, aquele que estava escrito no bilhete. Senti frio, senti-me uma bola de neve em reboliço. Montanha, deixa-me parar! – pensei. Acham que ela me ouviu?


Até já comboio errado.

11 comentários:

Elodie disse...

Está extraordinário!

Elo.

Margarida disse...

as montanhas costumam ouvir as pessoas com força. portanto, o conforto há-de chegar rápido :)

Margarida disse...

invisível, mas maravilhosa. sempre assim. nem nevoeiro, nem a chuva me ligam alguma coisa, mas ambos me inspiram e carregam em qualquer coisa cá dentro que puff. como quando te apaixonas por alguém que não o sabe, e andas radiante, sabes?
(fazes as melhores perguntas. e lembrei-me de ti este Verão, por causa da saia da Carolina!)

Poppins disse...

Tu és uma boneca. E com manual.

Margarida disse...

sim, os Velha Gaiteira!

Qel disse...

às vezes sabe bem deixarmo-nos perder no comboio errado, pisar novo solo, perder a noção do espaço que nos rodeia e inspirar um outro ar. um diferente ar.

MafaldaMacedo disse...

Fantástico. Já tinha saudades de passar por cá. *

m. disse...

ooh então ? esse espírito de praxe anda assim tão mau ? o:

Mafalda disse...

Gostaaste de apanhar o comboio errado, porque no sitio errado poderias dar mais do que no sitio "certo"? Então, não será o sitio errado, o certo?

Vicente disse...

rapariga, deixa os estudos por um bocadinho e escreve.. tenho saudades de te ler.. =)

Pssst disse...

Estou à espera do meu comboio errado...