sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Pássaro azul.



Fazíamos arroz com bifes de vaca e essa era a nossa diária.
Hoje, mudei. Sou vegetariana, adepta de peixe, do pão de sementes, soja e tofu. Tu, aí do teu lado, continuas o mesmo. O mesmo refrigerante embalado a não colocar o pacote de leite meio gordo no ecoponto amarelo, a deixar as migalhas do pão no teu individual pela manhã, a sair de casa sem te despedires dela. Um até logo ou vejo-te depois não faziam parte do teu dicionário de sinónimos. Lamentavelmente, ainda não fazem.
Hoje, mudei. Decidi deixar de gostar de pernas porque as pernas não nos levam a lugar algum. A Terra é redonda e, por muitos passos que se dêem, acaba por voltar-se ao local de partida. Fico-me pelas asas e risigno-me às barbatanas. Nado e voo, em queda livre.
Se te falo nesta liberdade que é voar, tu falas-me de aviões, pois eu falo-te de pássaros.

12 comentários:

Marilena' disse...

Lindo +.+

matilde disse...

está perfeito *

Poppins disse...

"Decidi deixar de gostar de pernas porque as pernas não nos levam a lugar algum."
Não poderia concordar mais.
O meu final não será um 'viveram felizes para sempre'... Infelizmente.

Zita disse...

Gostei especialmente de "A Terra é redonda e, por muitos passos que se dêem, acaba por voltar-se ao local de partida."
Nunca tinha pensado nisso.

*

Beatriz Cró disse...

Passarinha azul. (L)

Joana Éme. disse...

Sê pássaro e voa.

Margarida disse...

está firme, senti-me a voar, a bater as asas, mas firme.

as velas ardem ate ao fim disse...

Claro que nao sou humana!por isso caiu em queda livre!

bjo

Margarida disse...

muito bem dito!

Rita :D disse...

Esta demais (:

C. disse...

És vegetariana, não és adepta de peixe. q:
Às vezes basta pouco tempo para fazer a diferença.

Mia disse...

Perfeitinho :D