quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

boneca de trapos


Perguntas-me se gosto de ser a tua boneca? Sim. Gosto. Nem é nada sensabor ser mais um joguete nas tuas mãos. É bom saber que ainda se pode tirar algum proveito do meu cabelo postiço para brincar às cabeleireiras, e dos meus olhos arregalados com pestanas muito longas e muito luzidias (quase parecem o sol), já para não falar das minhas mãos para tocar o rosto (em obras) de outrém e dos meus pés para ser uma Gata Borralheira ambolante e da barriga inchada para jogares às mamãs e aos papás. O coração? perguntas tu penosa e amargamente. O coração já se foi, já se veio e tornou a ir sem saudade.
Tua eterna boneca.

2 comentários:

Mintolita disse...

Sem palavras =X
Seremos felizes sim. Um dia destes.

Qel disse...

Que post perfeitinho. Com uma foto linda que melhor provavel/ não haveria para ilustrar o texto. Está simples, com uma escrita bonita e delicada. Adorei.