domingo, 4 de abril de 2010


Engraçada a forma como o mar nos pode pertencer sem termos sido numa outra vida um Diogo Cão ou até um Vasco da Gama. É mais engraçada a forma como, quando o temos, não conseguimos viver com ele sozinhos: temos sempre que o partilhar.

O meu, está dividido. É um. E o teu, o que é?

6 comentários:

J' disse...

É teu.

Poppins disse...

Partilho-o contigo, Cê. []

Mara disse...

Gosto sempre de te ler. Dizes muito nas entrelinhas*

(assim que possas manda-me o teu mail sfv para continuares a ler o meu blog :) )

beijinho

Mara disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
filho do mundo disse...

Está perto mas não o vejo. Perdi o Norte

filho do mundo disse...

Agora mais que nunca